Slider

Movidos pela vontade de ajudar as maiores vítimas da crise econômica ocasionada pelo Covid-19, a ABRADEP em parceria com as entidades apoiadoras, lança a campanha de arrecadação multi-institucional “ELEITORALISTAS CONTRA A FOME”.

A meta é ajudar mais de 37mil pessoas através da arrecadação de valores.

Contamos com todos vocês para reconfortar quem mais precisa neste momento!

ACESSO INTERNO

A Abradep

Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político – ABRADEP foi fundada no dia 20 de março de 2015, em Belo Horizonte-MG. Com sede em Brasília-DF, é formada por diversos profissionais das mais variadas formações (advogados, professores, juízes eleitorais, membros do ministério público, profissionais da comunicação social, cientistas políticos, entre outros) e tem como propósito fomentar um debate equilibrado, transparente, objetivo e qualificado sobre a reforma política, promovendo a difusão de temas referentes ao direito eleitoral e a intersecção entre direito e política.

Destaques

 

Condutas vedadas e a política assistencialista de emergência

Condutas vedadas e a política assistencialista de emergência

A crise sanitária resultante da pandemia mundial de coronavírus expõe de uma forma aguda uma série de condutas dos gestores públicos em ano ...
Abradep realiza ciclo de debates sobre Eleições 2020, Direito Eleitoral e Democracia

Abradep realiza ciclo de debates sobre Eleições 2020, Direito Eleitoral e Democracia

Nesta quinta-feira (21), às 17h, começa o Ciclo de Debates sobre Eleições 2020, Direito Eleitoral e Democracia, idealizado pela Academia Brasileira ...
Eleições 2020: Abradep é contra a unificação das eleições e apresentam sugestões

Eleições 2020: Abradep é contra a unificação das eleições e apresentam sugestões

Diante dos desafios impostos às eleições, em virtude da crise sanitária provocada pela Covid-19, a Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Pol ...

Eventos

Selo Abradep

Segundo o relatório de 2019 divulgado pela ONU e União Interparlamentar, o cenário atual da representatividade feminina no Parlamento do Brasil ocupa a posição 134 entre os 193 países pesquisados. Já o índice de representatividade do Poder Executivo é ainda mais baixo, com a posição de 149 em um total de 188. Ou seja, a ocupação de cadeiras por mulheres no país é apenas de 15% no Legislativo e 9% no Executivo, ficando abaixo de países como Afeganistão.
.
O Brasil está longe de conquistar equidade de gênero, mas nós da #ABRADEP estamos distantes de desistir! A luta é diária e 30% não é um favor, é o mínimo! Nós acreditamos na representatividade feminina dentro da Câmara dos Deputados e Legislativa, Assembleias Legislativas e Câmaras Municipais.
.
O Selo Abradep de Participação Feminina nasceu para reafirmar esta representatividade. Apoiamos eventos de instituições que, como a Academia, buscam garantir o lugar de fala da mulher. Nossa meta é mudar as estatísticas e dar passos cada vez mais próximos à equidade de gênero, com grandes ações, mas também com medidas cotidianas, como o apoio institucional as cadeiras reservadas a mulheres.

EnglishPortugueseSpanish