Slider

A Escola Judiciária Eleitoral – EJE/TSE, a Comissão Especial de Direito Eleitoral da OAB Nacional, a ABRADEP e o IPRADE realizam virtualmente o I Electoral Moot Court Competition, a primeira competição utilizando o já conhecido formato de um Moot Court, mas voltada ao Direito Eleitoral.

ACESSO INTERNO

Nossos Editais

Posições Institucionais

A Abradep

Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político – ABRADEP foi fundada no dia 20 de março de 2015, em Belo Horizonte-MG. Com sede em Brasília-DF, é formada por diversos profissionais das mais variadas formações (advogados, servidores da Justiça Eleitoral, professores, juízes eleitorais, membros do ministério público, profissionais da comunicação social, cientistas políticos, entre outros) e tem como propósito fomentar um debate equilibrado, transparente, objetivo e qualificado sobre a reforma política, promovendo a difusão de temas referentes ao direito eleitoral e a intersecção entre direito e política.

Destaques

 

Pandemia pode reduzir participação feminina nas eleições deste ano

Pandemia pode reduzir participação feminina nas eleições deste ano

A crise causada pelo novo coronavírus tem afetado de forma mais dramática a vida das mulheres. Elas estão mais sujeitas à redução da atividade econ ...
Lei de Combate às Fake News: Abradep participa do Ciclo de Debates Públicos na Câmara dos Deputados; Acompanhe!

Lei de Combate às Fake News: Abradep participa do Ciclo de Debates Públicos na Câmara dos Deputados; Acompanhe!

A Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político (Abradep), participará, logo mais às 9h, do Ciclo de Debates Públicos, promovido pela Câmara ...
I Congresso Internacional de Direito Partidário: Partidos Políticos no século XXI

I Congresso Internacional de Direito Partidário: Partidos Políticos no século XXI

A Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político – ABRADEP tem a honra de convidar a comunidade acadêmica, jurídica e política a ...

Selo Abradep

Segundo o relatório de 2019 divulgado pela ONU e União Interparlamentar, o cenário atual da representatividade feminina no Parlamento do Brasil ocupa a posição 134 entre os 193 países pesquisados. Já o índice de representatividade do Poder Executivo é ainda mais baixo, com a posição de 149 em um total de 188. Ou seja, a ocupação de cadeiras por mulheres no país é apenas de 15% no Legislativo e 9% no Executivo, ficando abaixo de países como Afeganistão.
.
O Brasil está longe de conquistar equidade de gênero, mas nós da #ABRADEP estamos distantes de desistir! A luta é diária e 30% não é um favor, é o mínimo! Nós acreditamos na representatividade feminina dentro da Câmara dos Deputados e Legislativa, Assembleias Legislativas e Câmaras Municipais.
.
O Selo Abradep de Participação Feminina nasceu para reafirmar esta representatividade. Apoiamos eventos de instituições que, como a Academia, buscam garantir o lugar de fala da mulher. Nossa meta é mudar as estatísticas e dar passos cada vez mais próximos à equidade de gênero, com grandes ações, mas também com medidas cotidianas, como o apoio institucional as cadeiras reservadas a mulheres.

EnglishPortugueseSpanish