Crowdfuding em tempos de vacas magras

A partir do dia 15 de maio a legislação eleitoral permite que os pré-candidatos criem espaços virtuais para arrecadação de doações de pessoas físicas para suas futuras campanhas. Está modalidade de financiamento é chamada de crowdfuding ou, popularmente, de vaquinha virtual.

Existem páginas especializadas para este tipo de arrecadação onde a pessoa entra, preenche algumas informações e faz uma doação. Não é algo estranho para muitas pessoas que já devem ter visto isto para questões que envolvem solidariedade, como, por exemplo, uma vaquinha virtual para ajudar alguém a custear um tratamento de saúde ou ainda para ajudar a reconstruir a casa que perdeu em um incêndio, destaca em artigo publicado no Blog do Magno Martins, a advogada Diana Câmara, membro da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político (ABRADEP).

Essa mesma ferramenta é possível ser usada para arrecadar recursos para uma campanha eleitoral e pode entrar no ar e começar a arrecadar a partir dos próximos dias, mesmo antes do contemplado se tornar candidato de fato (ter sido escolhido em convenção e realizado seu pedido de registro de candidatura junto à Justiça Eleitoral).

Clique AQUI e confira a publicação na íntegra

EnglishPortugueseSpanish